quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Episódio #3 - Phishing: burlas e como se proteger


Sites falsos que roubam passwords, certificados digitais, software que podemos instalar que nos torna menos vulneráveis.

A Internet é perigosa e as pessoas e empresas são displicentes. Estes os dois factores combinados causam uma "tempestade perfeita" que não é isenta de consequências. Em 2013 as pessoas precisam de uma nova atitude e de ser mais exigentes com as empresas com que interagem na Internet.







Subscreva o podcast e seja alertado quando há novos episódios!

iTunes: https://itunes.apple.com/us/podcast/os-zeros-e-os-uns/id595785752
ou
Feedburnerhttp://feeds.feedburner.com/OsZerosEOsUns

Versão só com áudio: iTunes | FeedBurner

Para os clientes do MEO, podem ver este (e outros) podcast no canal 508991 (prima a tecla verde seguida de 508991)...

4 comentários:

  1. Paulo, o método de criar disco encriptado/cifrados e colocar no google drive/outro cloud qq, falha apartir do momento em que os iDevices não os conseguem montar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os ficheiro DMZ são 7-zip, qualquer descompressor que suporte o algoritmo os abre...

      Exemplos:
      http://appfinder.lisisoft.com/ipad-iphone-apps/7-zip-file-manager.html
      https://itunes.apple.com/au/app/iunarchive-archive-file-manager/id368411864?mt=8

      Mas a minha sugestão é no sentido de transportar entre Macs... isto para quem não queira ter os muito mais práticos 1password/lastpass/keepass... mas também funcionaria para o iOS

      Eliminar
    2. Ficheiros DMG, e não DMZ... isto de escrever mais rápido que a própria sombra dá asneira... :-)

      Eliminar
  2. Eu uso o Truecrypt para criar partições virtuais em ficheiros, mas nunca experimentei usar Google Drive, DropBox, etc..

    Eu uso rsync para sincronizar as partições virtuais desmontadas entre contas com ssh. Normalmente até uso para sincronizar computadores sem ir à Internet. Uso contas ssh em computadores remotos para fazer cópias de segurança dos ficheiros.

    Usando o rsync é muito eficiente porque apenas transfere as partes dos ficheiros que foram alteradas, o que para ficheiros muito grandes é muito importante para ser rápido.

    ResponderEliminar